18/04/2014

Como ser rídicula no ginásio

O que é que isto tem a ver? Nada.
Adoro ir ao ginásio num feriado. A cidade está quase deserta, o percurso faz-se depressa, encontra-se estacionamento com facilidade, o balneário está quase vazio e a sala de exercícios também. Cenário idílico, não é? Aparentemente sim, mas não podia ser assim tão simples.

Começo logo a rasgar as leggings #facepalmmental Páro durante trinta segundos a pensar se desisto da aula de RPM ou se vou mesmo assim. Decido ir assim mesmo. Afinal que mais pode acontecer?

Vou eu, o meu sono monumental, a ligeira ressaca da noite anterior e aula começa. Sinto-me com pouca energia, mas é só meia hora, por isso dou tudo o que tenho. Até que... a aula já vai em 35 minutos e não há sinais que a coisa vá acabar tão cedo. Até que percebo: afinal inscrevi-me numa aula de 50 minutos. Não consigo descrever o momento em que me apercebi disto e o quão as minhas pernas queriam deixar de responder. 

Pelo caminho consegui acabar com á agua que tinha trazido comigo e só me apetecia assaltar a garrafa da menina na bicicleta ao lado. 

No fim de tudo, o senhor instrutor veio ter comigo para dizer "Bom esforço! E olha que amanhã há mais". "Só se for para si", pensei eu, mas já não tinha forças para responder e limitei-me a dar-lhe o meu melhor sorriso 33. 

2 comentários:

Amelia Pond disse...

ahahah és grande! Aposto que o senhor instrutor ficou encantado com o teu sorriso amarelo: pois, pois!
<3

Sofia L. disse...

Isso não garanto, mas o meu corpo agradeceu ter-se aguentado a aula toda de certeza :)