14/08/2013

Da raiva, do ódio, da irritação

Às vezes, não há motivação positiva que nos faça mexer. Que venha a raiva, o ódio, a irritação e que se transformem em força e vontade para cansar o corpo e distrair a mente.

Com isto dito, deixei-me de lamúrias, concentrei-me no que importa verdadeiramente: se já chegaste aqui, podes chegar mais longe, o importante é não parar.

Saber que a Amelia se vai juntar às aventuras (yay!) também ajudou a pegar na mochila do ginásio outra vez.

Fui ter com a LaLu para uma mais uma aula e depois fiz 10 km de bicicleta (desta vez deixei a dos gordos sogadita e escolhi uma... normal).




3 comentários:

Bárbara F. S. disse...

Graaaande!!

Janny disse...

que vontade :)

Sofia L. disse...

Obrigada, Bárbara e Janny! Vamos ver se se mantém*